Saiba como manter a saúde cardiovascular em dia mesmo durante a pandemia de Covid-19 de maneira segura e eficaz.

Embora a grande preocupação da medicina no Brasil e no mundo esteja voltada à Covid-19, é preciso ter em mente que além do surgimento de um novo vírus que consequentemente deu origem à uma nova doença, não podemos esquecer que existem outras doenças e condições de saúde que merecem atenção, como é o caso de problemas cardiovasculares.

Se você faz parte do grupo de risco para doenças cardiovasculares e está em busca de orientação para manter sua saúde em dia, o artigo de hoje foi feito para você e está imperdível!

Doenças cardiovasculares no Brasil

Embora poucos saibam, as doenças cardiovasculares representam hoje um grande número de mortes no Brasil.

De acordo com o “cardiomêtro”, indicador criado pela SBC – Sociedade Brasileira de Cardiologia, no Brasil morrem 1100 pessoas diariamente por conta de problemas cardiovasculares.

Ao término de 2020, a entidade estimou que cerca de 400 mil brasileiros irão morrer por conta de doenças no coração ou oriundas da circulação em 2021.

Muitas dessas mortes poderiam ser evitadas ou então, postergadas por meio de cuidados preventivos e medidas terapêuticas.

O alerta, a prevenção e o tratamento adequados dos fatores de risco e das doenças cardiovasculares podem reverter essa situação, mesmo em tempos de pandemia.

Mostraremos agora quais medidas devem ser tomadas por cardiopatas em tempos de Covid.

Impacto da Covid-19 sobre cardiopatas é um risco

Antes de mais nada, é preciso ter em mente que pacientes cardiopatas fazem parte do chamado grupo de risco, isso porque não apenas a Covid-19, mas assim como doenças de origem respiratória em um âmbito geral significam um grande problema ao coração.

Quando os pulmões de um paciente com problemas cardiovasculares são afetados, sejam por bactérias, fungos ou vírus, como é o caso do Sars-Cov-2 – causador da Covid, a oferta de oxigênio para todo o organismo se torna deficiente.

Como forma de contornar essa deficiência, o coração passa então a trabalhar em ritmo acelerado para suprir esse déficit, favorecendo a ocorrência de infartos, arritmias e até mesmo AVC.

Por isso a necessidade de não abandonar os cuidados com a saúde do coração, mesmo durante os tempos de pandemia.

Principais formas de proteger o coração durante a pandemia

Diferente do que muita gente possa imaginar manter o coração sob proteção é relativamente simples e se você não sabe por onde começar, não tem problema. Nós da Clínica Vive La Vie, estamos aqui para te ajudar.

Confira agora quais são as melhores formas de se proteger ou então, de conferir proteção ao seu ente querido que possui risco cardiovascular.

Distanciamento social

O primeiro ponto de proteção, como era de se esperar é evitar todo e qualquer tipo de exposição desnecessária.

Hoje sabemos que o vírus sofreu mutações e ganhou maior potencial de infecção. Assim, manter o distanciamento social e evitar aglomerações é uma das formas mais eficientes de proteção.

Se precisar sair, lembre-se de utilizar a máscara.

Condutas de higiene  

As condutas de higiene também devem ser mantidas. Caso precise sair de casa, na volta lave bem as mãos com água e sabão ou então faça uso de álcool em gel.

Levar as mãos contaminadas ao rosto, podem dar origem a diferentes tipos de infecções, como bacterianas, fúngicas ou virais, sobrecarregando o coração. Por isso a higienização é considerada tão importante.

Seguir as orientações do seu médico de confiança

Outro ponto muito importante quando falamos de saúde cardiovascular em tempos de pandemia é seguir as orientações e recomendações do seu médico.

Não inclua, tampouco retire qualquer tipo de medicamento de sua rotina, sem que haja indicação médica profissional. A inclusão ou retirada de fármacos pode culminar em risco de vida.

Praticar atividades físicas

Quando falamos proteção de risco cardiovascular não são necessários grandes excessos de exercícios físicos.

Praticar atividades físicas de maneira moderada por cerca de 30 a 45 minutos por dia é uma ótima maneira de manter o coração fortalecido. O ideal apenas, é que a prática de exercícios físicos ocorra em ambientes abertos sem qualquer tipo de aglomeração.

Caminhadas, corridas leves e andar de bicicleta são excelentes opções de atividades físicas benéficas ao coração em tempos de pandemia.

Se alimentar de modo saudável

O cuidado com a alimentação pensando na saúde do coração em tempos de pandemia também é muito importante.

Embora muita gente já saiba, nunca é demais ressaltar a necessidade de priorizar o consumo de alimentos frescos como frutas, cereais integrais, vegetais e legumes.

Além disso, é fundamental e evitar a ingestão de alimentos industrializados ricos em açúcar, conservantes, sódio e gordura trans.

Cuidar da saúde mental

O cuidado com a saúde mental em tempos de pandemia também reflete diretamente na saúde cardiovascular.

Isso porque os altos níveis de estresse colaboram para o aumento dos níveis de cortisol e de adrenalina no organismo.

Esses hormônios possuem grande capacidade vasoconstritora, ou seja, deixam os vasos sanguíneos mais estreitos, dificultando a passagem de sangue e fazendo com que o coração precise trabalhar de maneira aumentada. O que aumentam as chances de problemas cardiovasculares.

Assim, buscar atividades relaxantes durante a pandemia é fundamental. As melhores opções são exercícios de respirações guiadas, meditações, leituras, além de se dedicar a hobbies.

Manter os exames em dia

Quando falamos de saúde do coração, é importante manter os exames em dia, sejam de sangue, de imagem ou exames físicos.

No entanto, visando se expor o mínimo possível, o ideal é avisar o laboratório ou a clínica onde serão realizados esses exames, que você faz parte do grupo de risco para que todos os cuidados sejam tomados de forma posterior.

Atrasar a realização de exames representa um risco para a saúde de quem possui alterações cardiovasculares.

Aposte na telemedicina  

Permitida pelo CFM – Conselho Federal de Medicina e outras classes de profissionais de saúde, a telemedicina tem se mostrado uma ferramenta eficaz para o atendimento de pacientes.

Por meio de consultas virtuais o médico pode ter acesso a exames, sintomas e realizar anamneses precisas de pacientes com risco cardiovascular sem a necessidade de os expor nesse delicado momento pelo qual estamos passando.

Clínica Vive La Vie possui profissionais capacitados

Tão importante quanto seguir as medidas de proteção que acabamos de mostrar, é poder contar com profissionais capacitados para um atendimento clínico assertivo, adequado e acima de tudo humanizado. E isso você encontra na Clínica Viva La Vie.

Com profissionais das mais variadas especialidades a Clinica Viva La Vie tem fornecido aos seus pacientes consultas via telemedicina, evitando assim todo e qualquer tipo de exposição desnecessária.

Caso seja necessária uma anamnese presencial ou coletas de exames, o paciente não precisa se preocupar, pois o agendamento será realizado em um horário com fluxo diminuído de pessoas.

Além disso, é importante ressaltar, que todos os profissionais da saúde e de limpeza da Clínica vêm seguindo os rígidos protocolos da OMS, tudo isso para garantir o máximo de segurança, saúde e bem-estar para você.

Para agendar sua consulta por meio de telemedicina ou de forma presencial basta clicar aqui!

Na Clínica Vive La Vie, o carinho e o cuidado com os pacientes são completos!